Memória: Amigo Robson


Faz exatamente 9 anos que Robson Rodrigues dos Santos faleceu. Iniciar uma matéria desta forma, falando de algo tão difícil e triste é duro demais para todos. Costumo dizer que vivemos numa sociedade onde o amor de muitos tem se esfriado, nunca escondi de ninguém que sou um cara que literalmente deixa o coração falar, sou humano. Aos meus 12 anos de idade, na sexta série do ensino fundamental, perdi um querido e grande colega. Dizer que nossa amizade perduraria para sempre é precipitado, as coisas mudam muito a todo instante e as próprias pessoas também se transformam, tomam rumos diferentes em suas vidas.
Gosto de crer de que amizade verdadeira é um elo inquebrável. Fui muito amigo desse grande colega e sofri ao lado de tantos outros amigos, com a sua ausência, com a lacuna que deixou em nossas vidas de forma precoce, tão cedo aos seus 14 anos. No dia 02 de agosto de 2001 chegava a Coaraci e ao Colégio do Educandário Pestalozzi, uma notícia triste, de que um lindo jovem havia ido embora.

Não quero me aprofundar em detalhes de como tudo aconteceu, mas um acidente doméstico acabou vitimando nosso amigo. Me sentava na primeira cadeira da sala em uma das fileiras e Robson logo atrás, riamos muito de coisas bobas que falávamos, nos reuníamos em vários ensaios do teatro Tiradentes que apresentamos, ele como: padre Rolim (que por sinal arrancou várias gargalhadas no salão nobre do colégio, ele com uma batina transparente mostrando a sunga amarela). Os meses passaram-se muito rápido até todos aqueles dias de alegrias, serem tomados por tristeza. Percebi que só o tempo se tornara remédio para tamanha dor.

Creio que meu amigo está com Jesus, há situações que não entendemos os propósitos de Deus Pai, mas sei que Robson encontrou no Pai, descanso, refrigério, lugar seguro, muita paz longe de um mundo mal. Deixou saudades, sim deixou saudades. Mais durante o pouco tempo que esteve conosco deixou lindas lembranças, deixou marcas e não importa se apenas um ou dois se lembram dele, não tenho dúvida será lembrado eternamente.

Falar neste assunto me tira as palavras, gosto de crer que um dia na caminhada ao encontro do Pai, os passos de muitos amigos e pessoas amadas se encontrarão novamente, ali naquele encontro surpreendente, sem dor, nem lágrimas, nunca mais haverá saudade.

In Memorian: Robson Rodrigues dos Santos +02/08/2001

Comentários

  1. Dii!Me emocionei aquii!!Não sabia exatamente a data mas me lembro daquele dia como se fosse hj!Todos torcendo para que Robson se recuperasse e de repente a notícia, porém o Senhor sabe exatamente o que faz!
    Como não se lembrar do padre Rolim, nossa eu ri demais, mas vc hein Diego lembrava até a cor da cueca. . .Robson fez parte da minha vida por muito tp, fomos colegas quando bem pequenos e nossas familias são amigas, então é muito sofrido e assustador perder alguém com quem convivemos todos os dias!!O que nos alegra e conforta é saber que ele está com nosso Pai e um dia nos veremos outra vez!!Ficou linda a homenagem Dii!!E sei que Robson será eterno em nós!!

    ResponderExcluir
  2. Poxa fui igualmente a Orlana mim emocionei também fiz parte da peça de Rolin nossa era muito engraçada sinto muitas saudades mais sei que concerteza ele esta bem ao lado do nosso eterno pai lindo sua homenagem amei vc cada dia nos surpreendendo valeu Digo saudades de vc também

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Luto: "Biel voltou para casa, voltou para o céu!"

Novo Logotipo da Igreja do Nazareno - entenda!

Vídeo em homenagem ao meu cunhado Roberto