Brasil pra Jesus - Estado da semana DISTRITO FEDERAL - BRASÍLIA (capital do Brasil)

A história de Brasília, a capital da República Federativa do Brasil, localizada no Distrito Federal, no coração do país, iniciou com as primeiras idéias de uma capital brasileira no centro do território nacional. A necessidade de interiorizar a capital do país parece ter sido sugerida pela primeira vez em meados do século XVIII, ou pelo Marquês de Pombal, ou pelo cartógrafo italiano a seu serviço Francesco Tosi Colombina. A idéia foi retomada pelos Inconfidentes, e foi reforçada logo após a chegada da corte portuguesa ao Rio de Janeiro em 1808, quando esta cidade era a capital do Brasil.

A primeira menção ao nome de Brasília para a futura cidade apareceu em um folheto anônimo publicado em 1822, e desde então sucessivos projetos apareceram propondo a interiorização. A primeira Constituição da República, de 1891, fixou legalmente a região onde deveria ser instalada a futura capital, mas foi somente em 1956, com a eleição de Juscelino Kubitschek, que teve início a efetiva construção da cidade, inaugurada ainda incompleta em 21 de abril de 1960 após um apertado cronograma de trabalho, seguindo um plano urbanístico de Lúcio Costa e uma orientação arquitetural de Oscar Niemeyer.

A partir desta data iniciou-se a transferência dos principais órgãos da administração federal para a nova capital, e na abertura da década de 1970 estava em pleno funcionamento. No desenrolar de sua curta história Brasília, como capital nacional, testemunhou uma série de eventos importantes e foi palco de grandes manifestações populares. Planejada para receber 500 mil habitantes em 2000, segundo dados do IBGE ela nesta data possuía 2,05 milhões, sendo 1,96 milhões na área urbana e cerca de 90 mil na área rural. Este é apenas um dos paradoxos que colorem a história de Brasília. Concebida como um exemplo de ordem e eficiência urbana, como uma proposta de vida moderna e otimista, que deveria ser um modelo de convivência harmoniosa e integrada entre todas as classes, Brasília sofreu na prática importantes distorções e adaptações em sua proposta idealista primitiva, permitindo um crescimento desordenado e explosivo, segregando as classes baixas para a periferia e consagrando o Plano Piloto para o uso e habitação das elites, além de sua organização urbana não ter-se revelado tão convidativa para um convívio social espontâneo e familiar como imaginaram seus idealizadores, pelo menos para os primeiros de seus habitantes, que estavam habituados a tradições diferentes.

Controversa desde o início, custou aos cofres públicos uma fortuna, jamais calculada exatamente, o que esteve provavelmente entre as causas das crises financeiras nacionais dos anos seguintes à sua construção. O projeto foi combatido como uma insensatez por muitos, e por muitos aplaudido como uma resposta visionária e grandiosa ao desafio da modernização brasileira. A construção de Brasília teve um impacto importante na integração do Centro-Oeste à vida econômica e social do Brasil, mas enfrentou e, como todas as grandes cidades, ainda enfrenta atualmente sérios problemas de habitação, emprego, saneamento, segurança e outros mais. Por outro lado, a despeito das polêmicas em seu redor, consolidou definitivamente sua função como capital e tornou-se o centro verdadeiro da vida na nação, e tornou-se também um ícone internacional a partir de sua consagração como Patrimônio da Humanidade em 1987, sendo reconhecida por muitos autores como um dos mais importantes projetos urbanístico-arquitetônicos da história.



OREMOS:


"PAI, NESTE MOMENTO NÓS UNIMOS NOSSAS ORAÇÕES EM FAVOR DA NOSSA CAPITAL BRASÍLIA. UM ESTADO DA ONDE FLUI AS PRINCIPAIS DECISÕES QUANTO AO RUMO DO NOSSO PAÍS. A CORRUPÇÃO HÁ ANOS TEM DESTRUÍDO A MORAL DO BRASIL E POR ISSO SENHOR, TE PEDIMOS PELAS AUTORIDADES DESTE PAÍS. QUE O SENHOR ESTABELEÇA O TEU TRONO TAMBÉM EM NOSSA CAPITAL, QUE AQUELE POVO SAIBA QUE O SENHOR É REI EM NOSSA NAÇÃO. QUE CAIA POR TERRA TODOS OS PLANOS DO INIMIGO QUANTO AO FUTURO DO POVO BRASILEIRO, SE FRUSTREM AS CADEIA QUE OPRIMEM ESTE POVO. LEMBRE-SE PAI QUERIDO DO NOSSO PAÍS COMO O SENHOR SE LEMBROU DO POVO DE ISRAEL, LIVRANDO-OS DAS GARRAS DO EGITO. SALVA O BRASIL SENHOR, SALVA O POBRE, O OPRIMIDO, O AFLITO, O NECESSITADO, CURA O DOENTE ESPIRITUALMENTE E FISICAMENTE.
DEUS NÓS UNIMOS NOSSAS ORAÇÕES EM FAVOR DO BRASIL E DE NOSSA CAPITAL, CRENDO QUE TODAS AS VEZES QUE ESSA ORAÇÃO FOR FEITA, AS PORTAS DO INFERNO NÃO PREVALECERÃO CONTRA O BRASIL.
QUE ASSIM SEJA, AMÉM".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Luto: "Biel voltou para casa, voltou para o céu!"

Testemunho de cura: MATHEUS PIVATO - 4 ANOS - O SUPERMAN!

Vídeo em homenagem ao meu cunhado Roberto