MTA 5 anos de arte e aliança: Primeira peça...primeiros membros...primeiros passos...











Quando tenho falado que 2012 será e já está sendo um ano especial, sei exatamente do que estou falando e não é diferente para o Ministério de Teatro Aliança, que em junho completa 5 anos de formação. Essa série especial relembra tudo o que aconteceu neste período de tantas bençãos e transformações com Deus.

Me lembro que no começo de 2007 vivia momentos de descobertas contantes em relação a minha caminhada cristã, eram tantas dúvidas acerca de como seria, também certezas de vitórias e uma expectativa tremenda ao que Deus iria operar. A Igreja do Nazareno Rosolem completaria 6 anos e o pastor já havia dado carta branca para movimentar, liderar, o primeiro ministério de teatro da igreja, me pegava muitas vezes aflito quanto ao que viria e incontáveis vezes pensei que não ia conseguir, pensei em desistir, era muito novo em tudo, principalmente na fé, não me sentia líder, não era ouvido pelos membros, éramos da mesa idade e implantar algo novo não seria tarefa fácil. Havia talentos em mim e naqueles que se dispuseram, mais ainda não havia maturidade o suficiente, fomos aprendendo isso conforme buscávamos, conforme busquei intensamente e profundamente a presença do Senhor.

Quando comecei a pensar na primeira peça, me alimentava dos primeiros louvores que passaram a fazer parte da minha vida...e uma canção de Kléber Lucas chamada "Perto de Deus", deu origem ao nome da primeira apresentação realizada no dia 10 de junho de 2007 - PERTO DE DEUS SOU MUITO MAIS. 

O primeiro grupo era formado por mim Diego Pinto, Leiliane Barbosa, Tatiane da Silva, Karina Garcia, Gilberto Ramos, Natália Ramos e Fábio Goulart, sendo que Fabinho foi o primeiro a deixar o teatro e também saiu da igreja algum tempo depois, o vi algumas vezes depois, porém já faz anos que nunca mais tive notícia ou contato algum.

Dar os primeiros passos não foi fácil, a história falava de alguns jovens que não conheciam a Jesus e outros que já conheciam, uma referência também a praça que fica de frente ao antigo templo, onde na época era tanto barulho que invadia os cultos, nem aquele barulho infernal calava a nossa adoração, quantas vezes estendíamos as mãos para a praça orando, intercedendo e abençoando aquelas vidas.

O começo não foi fácil mais Deus nos deu a vitória, fomos crescendo em tudo, fomos sendo moldados e ainda não era nem a metade do que Deus tinha.

O que mais me entristeceu ao longo desses anos foi perceber que por mais que eu amasse os membros do MTA não poderia mudar as suas escolhas, por mais que aconselhasse, acolhesse, que estivesse junto, cada um teria que traçar seus caminhos tomando a sua cruz e caminhando. Mais eu sei que as alianças verdadeiras nunca foram quebradas, elas permanecem para sempre dentro dos corações. Os que passaram pelo MTA foram marcados, assim como eu fui e como tenho sido.

O que mais me alegrou foi ser surpreendido por Deus de maneiras tão especiais, Ele sempre mostrando que o nosso diretor, o nosso líder, a nossa inspiração, motivação, o nosso alvo e sei que será assim até quando Ele quiser, eu creio.

Por: Diego Pinto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Luto: "Biel voltou para casa, voltou para o céu!"

Testemunho de cura: MATHEUS PIVATO - 4 ANOS - O SUPERMAN!

Vídeo em homenagem ao meu cunhado Roberto