Avivamento de Santidade - parte 8 - A Santidade chega ao Canadá

Imagem: Internet

Olá leitores, durante todo o ano de 2013 o blog vem publicando uma série especial contando toda a história da Igreja do Nazareno no mundo, desde o principio, os primeiros passos, os pioneiros, onde nasceu, o centro da sua mensagem pelo mundo: SANTIDADE AO SENHOR. E hoje estamos chegando na parte 8 da nossa série. Caso desejem rever as matérias anteriores, basta ir na página principal do blog e escrever: Avivamento de Santidade, que trará tudo o que publiquei até hoje.

Nas próximas semanas pretendo trazer mais postagens e assim concluirmos nossa série, o índice de acessos não são tão grandes, porém, é para quem gosta mesmo de história, quem não conhece a igreja também dificilmente terá interesse pela riqueza de informações a respeito. Até aqui Deus tem nos ajudado, glória a Deus e ao Seu Filho Jesus Cristo.


    A Santidade chega ao Canadá ---- Devido à imigrações em massa dos canadenses para trabalharem nas indústria da Nova Inglaterra estabeleceram vínculos sociais e religiosos entre as duas regiões. Um grande número de pregadores da associação foi ao Canadá para levar a mensagem, dentre eles: H. N. Brown, Aaron Hart, L.S. Tracy, Isaac W. Hanson e C. Howard C. Davis. Estes homens ganharam quase meio milhão de pessoas para Cristo no Canadá. Esta imigração durou ainda por trinta anos. Praticamente em todas as Igrejas do Nazareno na Nova Inglaterra incluem famílias canadenses.

Outros grupos ---- A Associação ganhou adeptos na costa. Nathan Washburn fundou juntamente com mais 7 famílias uma nova congregação de santidade, a estes muitos dos que chegavam à costa se convertiam. A cidade de South Portland em Maine foi grandemente influenciada por Washburn.

Ganhou também muitos adeptos na Pennsylvania Ocidental. Em Pittsburgh em Ohio e Iowa.

Conclusão: Em cada reunião anual os bons relatórios estimulavam cada vez o sonho de uma Igreja Nacional de Santidade. Esta expectativa é que proporcionou o clima para que estas Associações, grupos independentes com governos congregacionalistas pudessem estabelecer-se com o fim de propor uma união com a Igreja do Nazareno governada de forma episcopal pelo Rev. Phineas Bresee. que veremos a seguir.


Fatores que contribuíram para a decadência do congregacionalismo:

·      Necessidade de designar tarefas missionárias domésticas e estrangeiras e prover disciplinas e cuidado para com as congregações novas,
·      A emergência de equilibrar as forças dos pastores ex-metodistas, batistas e leigos.
·      A necessidade de se estabelecer uma Escola Bíblica para a fim de evitar os perigos naturais da independência.
·      Os múltiplos problemas de obra missionária estrangeira que a Associação tinha na Índia e nas Ilhas de Cabo Verde.

Retrospectiva: Uma olhada para traz trazia muito alegria para os Campeões da Santidade, no Leste pois nesta ocasião já havia 45 Igrejas na Associação das Igrejas Pentecostais da América com um total de 2.256 membros. Seus pastores formavam um grupo forte, consagrado e unido. Ao ler sobre esta década pode-se sentir que são homens e mulheres ansiosos por preservar o melhor da tradição evangélica, não eram homens rebeldes, sectários procurando destruir a sua herança teológica. Em todas as igrejas havia Escola Dominical, Sociedade de Jovens e em algumas havia uma biblioteca ambulante. Usavam o hinário metodista. E em sua maioria possuíam uma Sociedade Missionária, dirigida por mulheres. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Luto: "Biel voltou para casa, voltou para o céu!"

Novo Logotipo da Igreja do Nazareno - entenda!

Vídeo em homenagem ao meu cunhado Roberto