Série: APOCALIPSE - A REVELAÇÃO - Capítulo 5


Capítulo 5 – O Livro Selado e o Cordeiro
Em continuação ao capitulo anterior, João continua tendo sua visão no céu. Agora ele vê alguém que está assentado no trono, segurando na sua mão direta um livro que está escrito por dentro e por fora. Antes de vermos o que está escrito no livro, vamos conhecer os personagens desse texto, bem como suas características.
Quem segurava na sua destra o livro era Deus (na pessoa do Pai)! Entendemos que nesse momento quem está segurando o livro é o Pai, por fazermos uma observação cronológica dentro desse capitulo, veja: João havia visto alguém que estava assentado no trono, e esse alguém (Deus Pai) tinha em sua destra o livro. João fica triste e chora muito por não ver ali ninguém que seja digno de abrir o livro, porém no verso 5, Jesus é apresentado como “o leão da tribo de Judá”, e o texto diz que Ele é digno de abrir o livro.

Nota: O personagem que está assentado no trono, invariavelmente é Deus, no entanto, esse personagem aleatoriamente se apresenta como o Pai e outras vezes como o Filho (cf. Ap 3.21 cujo verso narra o Filho se assentando ao trono junto do Pai).

*Versos 5 e 6
Leão da tribo de Judá – Esse titulo é uma referência a alguém que governaria para sempre, tendo em sua mão o cetro, e suas presas não resistiriam a ele (Gn 49.8-10).
A raiz de Davi – Se trata da descendência humano-social de Jesus, pois José marido de Maria era da linhagem de Davi.
Sete pontas – Referência a plenitude do poder de Jesus Cristo (Mt 28.18).
Sete olhos – São os sete espíritos de Deus; o próprio texto responde a essa questão, quando João diz que os sete olhos são os sete espíritos de Deus enviados a toda a terra (cf. Zc 4.10).

*Versos 7-14
No verso 7, Jesus toma o livro das mãos do Pai, e a partir desse momento todos os seres angelicais que estão no céu se prostram diante de Jesus e rendem a Ele todo louvor e adoração possíveis. Imagine milhões de anjos louvando e adorando a Jesus Cristo em uma só voz... Eles diziam: “digno é o Cordeiro que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças. Ao que está assentado sobre o trono e ao Cordeiro, foi dada a mesma adoração. E todos digam amém!”

Nota: São várias as seitas que negam a divindade de Jesus (TJs-SUD-ASD-Espíritas), no entanto, os versos 12-14 narram um verdadeiro culto de adoração ao Senhor Jesus Cristo, veja a passagem na íntegra: “12 Que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças. 13 E ouvi a toda criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono e ao
Cordeiro sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre. 14 E os quatro animais diziam: Amém! E os vinte e quatro anciãos prostraram-se e adoraram ao que vive para todo o sempre.” Neste texto, Jesus recebe glórias, ações de graças, novamente glórias, poder para sempre, e finalmente os vinte e quatro anciãos se prostram e adoram aquele que vive para todo o sempre, Jesus. Em Isaías 42.8 diz:
“Eu sou o Senhor; este é o meu nome; e a minha glória pois a outro não darei(...) Ninguém! Absolutamente ninguém, a não ser Deus, deve receber adoração! Jesus é Deus!

Pr Nilton Marchiolli
ICASS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Luto: "Biel voltou para casa, voltou para o céu!"

Vídeo em homenagem ao meu cunhado Roberto

Novo Logotipo da Igreja do Nazareno - entenda!