Do luto à luta - ÚLTIMA PARTE...

Foto: Internet

...ENCERRAMENTO...

Quantas etapas, quantos momentos, quantos ciclos difíceis o luto me levou, hoje é o dia mais esperado de todos, o encerramento da série de matérias especiais Do luto à luta. Começamos no momento em que o luto chegou, passamos pelo momento onde a ficha caiu, depois o abalo da minha fé e agora a decisão de recomeçar. Amigos, talvez eu nunca encontre as palavras que possam expressar, a dor terrível que foi perder meu irmão, as vezes me pego querendo, desejando, acordar e ver que realmente tudo não passou de um terrível susto. A saudade é imensa, há dias que dói mais e outros um pouco menos.
Eu percebi olhando a minha volta, que a forma em como estava lidando com aquela situação estava literalmente me deixando doente, pessoas próximas a mim começaram a perceber algo de errado comigo, chamando minha atenção, tentando me alertar, eu também já sabia, o sofrimento de alguma maneira estava meio que me matando. No fundo do meu coração sempre existiu um grito de socorro, como se eu dissesse: Deus me ajude! E este Deus maravilhoso que nos ama e nunca, jamais, nos deixa a sós, começou a despertar em mim o desejo de finalmente reagir, eu queria viver, queria deixar de sofrer da forma como estava. Um dia ao falar com minha mãe Marilene (minha guerreira, também sofredora), ela talvez não soubesse, mas usada por Deus me disse palavras que eu já havia ouvido de outras pessoas, mas que foram despertadas em mim naquele momento. E ela disse: "Filho, estou vendo que você não está bem... você sempre foi um homem de Deus, de oração, você conhece a Palavra, tem seu filho, sua esposa, você não pode ficar desse jeito. Eu sei o quanto você amava seu irmão, ele também sabia, vocês sempre se amaram muito, então procure lembrar disso, dos momentos que tiveram, lembre com saudade dele e procure não sofrer mais desta forma, procure ficar bem meu amor!" 
Cara, eram as palavras da minha mãe, da mesma mãe que viu um de seus filhos num caixão, que também estava sofrendo, aquilo veio como estralo dentro de mim. Naquela mesma semana, ou dias antes, eu compartilhei com mamãe e com muitas outras pessoas um sonho que tive com Dano; no sonho ele estava sentado, olhava pra mim e dizia: Vem aqui Guinho, senta aqui no meu colo (como um pai chamando o filho)... ele olhou pra mim e começou a chorar, em seguida me disse: Me perdoe viu Guinho! Eu respondi: Perdoar do quê Dano? Eu não tenho do que te perdoar? Em seguida nos abraçávamos muito forte, com muitas lágrimas, um abraço apertado, que ao acordar ainda podia sentir.. eu tive muitos e muitos sonhos maravilhosos com meu irmão. Diante do que estava vivendo, percebi que naquele sonho ele quis dizer: Me perdoe por estar fazendo você sofrer! Cris nunca quis me ver triste ou qualquer um de nós, eu tenho certeza disso. Ainda na conversa com mamãe ela reforçou isso: "Ele não ia querer ver você sofrendo assim". A partir daquele dia eu orei de todo o meu coração a Deus e pedi que me consolasse, pedi que me ajudasse pois não estava mais suportando, disse pra mim mesmo, para o Senhor Deus, para minha esposa e meu filho, que não iria mais sofrer e que reagiria, era preciso fazer isso urgentemente. De lá pra cá, dia após dia venho sendo consolado pelo Espírito Santo de Deus, nós precisamos querer, desejar, aceitar que isso aconteça, não podemos lutar contra, ir contra a maré, mudar o que não se pode ser mudado. Hoje estou muito bem. Conformado? Acredito que não. Apenas me coloquei digamos numa posição de aceitação, temos que aceitar doendo ou não. A saudade me acompanha todos os dias, as lembranças, ouço sua voz mansa, cheia de sotaque, consigo vê-lo em meus pensamentos, mas me sinto consolado pelo amor de Deus. É só o amor de Deus derramado sobre nós pra poder fazer isso.

Nunca estaremos preparados para perder alguém a quem amamos muito, esta é uma parte da vida a qual considero ter ainda muitos problemas. Confesso sentir um pouco de medo, de passar por alguma outra perda e viver tudo isso de novo, mas eu me apego, corro desesperadamente para o colo do Pai. Estas matérias foram criadas para compartilhar esperança, existe esperança em meio ao luto, em meio a dor, somente Jesus Cristo, pode nos ajudar nos momentos em que nos sentimos mais fracos.
Se estou de pé, se estou bem e feliz, seguindo em frente, é porque o Senhor me sustentou e tem sustentado, a mim, a minha família, a cada um que sentiu e sente essa ausência do meu irmão imposta pela vida.

Eu dedico cada postagem dessa ao meu irmão Cristiano Pinto Santos e termino enfatizando aquilo que já é de conhecimento de todos: o meu eterno amor por você Dano, sei que um dia meu irmão estaremos juntos e seremos mais felizes do que fomos aqui, sinto sua falta, sinto saudade, eu te amo pra sempre!

Não desistir é uma decisão. Jesus pagou um alto preço por cada um de nós naquela cruz. Vamos decidir ser fortes? Vamos decidir vencer? Decidir viver? Amar? Vamos erguer a cabeça? Vamos fazer a diferença? Rever nossos conceitos e não perder tempo com ressentimentos?

Que Deus nos abençoe até o fim da nossa jornada!

Beijos a todos e obrigado a todos que me acompanharam nestes momentos de luto, a cada um que acompanhou estas postagens.

Diego Pinto.

E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.

Escolhi a música FUI FIEL na voz do Pablo, a qual Cris amava, pra poder homenageá-lo e assim encerrar a matéria. Sei que as principais homenagens aconteciam quando estávamos juntos.. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Luto: "Biel voltou para casa, voltou para o céu!"

Vídeo em homenagem ao meu cunhado Roberto

Novo Logotipo da Igreja do Nazareno - entenda!