Cissa Guimarães desabafa sobre pena dada aos envolvidos na morte do filho

Foto: Internet

De acordo com decisão judicial, Rafael e Roberto Bussamra terão que prestar serviços comunitários


O DIA
Rio - Um dia após a condenação dos envolvidos na morte do seu filho, Rafael Mascarenhas, a atriz Cissa Guimarães desabafou e criticou a decisão judicial. A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) converteu, nesta terça-feira, a pena de Rafael Bussamra e de seu pai, Roberto Bussamra, em prestação de serviços comunitários. Em 2010, o filho da artista foi atropelado dentro do Túnel Zuzu Angel, enquanto andava de skate em uma pista fechada.
De acordo com a decisão, os réus não foram punidos pelos delitos de “participar de pegar e corridas em via pública”; “afastar-se do local do acidente”; e “induzir agente público ao erro”. Em entrevista ao RJTV, na noite desta quarta-feira, Cissa afirmou estar "muito triste e decepcionada". "Eu não podia esperar nunca o resultado dessa maneira depois de tantas violências que foram cometidas. Nós, família, nunca tivemos qualquer tipo de revolta. O nosso desejo é de Justiça", reforçou a artista.

Além disso, os desembargadores absolveram Rafael Bussamra pelo crime de corrupção ativa. No entanto, eles mantiveram a condenação por crime de homicídio culposo, com pena de três anos e seis meses de detenção em regime semiaberto, acrescida da suspensão da habilitação para dirigir por igual período.
Já Roberto Bussamra teve sua condenação mantida pelo crime de corrupção ativa com pena de três anos, 10 meses e 20 dias de reclusão em regime semiaberto, além do pagamento de 18 dias-multa. Para os dois réus, as prisões foram substituídas por prestação de serviços à comunidade. Eles também terão restrição de saídas aos fins de semana.

"Um rapaz que comete um homicídio, ele é ativo sim na corrupção. O que a gente aprendeu ontem é que matar e dar dinheiro para a polícia para não ir preso não é tão grave quanto a gente pensa. Foi isso que os juízes quiseram nos ensinar ontem. Mas a mim não vai ensinar, não. Nós não chegamos ao fim e vou continuar a luz do meu filho Rafael. Essas pessoas, eu tenho certeza, que vão estar marcadas pelo resto da vida. Talvez nem precisem ser presas, a prisão delas vai ser aqui fora, a vida delas vai ser uma prisão", enfatizou a atriz durante a entrevista.

Fonte: O Dia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Luto: "Biel voltou para casa, voltou para o céu!"

Vídeo em homenagem ao meu cunhado Roberto

Novo Logotipo da Igreja do Nazareno - entenda!