A RARA CALMA DO SILÊNCIO


Aprender a ficar em silêncio talvez seja uma das mais árduas tarefas do ser humano. Não é fácil ser julgado, afrontado, ouvir palavras duras e ainda assim ficar em silêncio. Uma palavra errada, no momento errado, fere quem disse e quem ouviu.
A vida me ensinou uma simples lição: é mais fácil arrepender-se de uma palavra que de um silêncio. Às vezes, é preciso parar, silenciar, deixar de ditar regras, de alimentar discussões e afrontas. Nesse barulho ensurdecedor do mundo, a nossa alma pede calma, um minuto de silêncio.
Não adianta brigar, pagar com a mesma moeda. Há momentos na vida em que o silêncio é a resposta mais sábia que podemos dar. As pessoas mais sábias com quem convivi eram silenciosas. Meu avó era silencioso, algumas palavras eram ditas com os olhos. Não fez faculdade, mas era um professor extraordinário, ele conhecia os ensinamentos da vida. Isso me fascinava. Aprendi com ele a arte do silêncio.
A vida é rara para ser perdida na pressa das palavras malditas. A nossa alma precisa de calma para dizer, calma para ouvir, calma para viver.
Neste tempo de muitas palavras ditas, ouvidas e escritas, precisamos parar um pouco, descansar e contemplar a beleza dos silêncios que acalmam a alma.
:: ISAAC IOSEPH

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Luto: "Biel voltou para casa, voltou para o céu!"

Testemunho de cura: MATHEUS PIVATO - 4 ANOS - O SUPERMAN!

Vídeo em homenagem ao meu cunhado Roberto