Luto: Voz do Kaoma, Loalwa Braz se foi sem se desvincular da fama fugaz de 1989


Pelo primeiro nome, Loalwa Braz Vieira (3 de junho de 1953 – 19 de janeiro de 2017) nem parecia ser carioca. Mas a cantora que o Brasil inteiro ouviu em 1989 nasceu mesmo na cidade do Rio de Janeiro (RJ). E foi no município fluminense de Saquarena (RJ) que saiu tragicamente de cena na madrugada de hoje, aos 63 anos, para ficar na história da música brasileira por conta de momento fugaz de sucesso. Loalwa, a rigor, foi cantora de somente um hit, Chorando se foi, gravada no período em que foi vocalista do grupo franco-brasileiro Kaoma.

Loalwa foi a voz do Kaoma de 1988 a 1999, período em que propagou a lambada no Brasil e no mundo. Promovida pelo Kaoma em 1989, ano em que a lambada era um dos ritmos preferenciais da indústria fonográfica do Brasil, a gravação de Chorando se foi adquiriu caráter histórico pelo sucesso superlativo. A música é versão de Llorando se fue, canção de ritmo andino composta por Chico de Oliveira e Gonzalo Hermosa-Gonzales, tendo sido lançada em disco em 1981 pelo grupo boliviano Los Kjarkas. A música tinha tudo para ficar restrita ao universo musical boliviano se não tivesse sido gravada pelo grupo Kaoma, com o autoexplicativo título de Lambada, no primeiro álbum da banda, World beat, lançado no fim de 1988.


No ano seguinte, a música se tornou sucesso mundial na voz de Loalwa, o disco do Kaoma foi lançado em todos os continentes e Chorando se foi ganhou vozes como a da cantora paraense Fafá de Belém, que (justiça seja feita) já gravava lambadas desde 1986. Estima-se que o single e o álbum com a gravação do Kaoma tenham vendido mais de 30 milhões de cópias em todo o mundo.


Para azar de Loalwa, a lambada não teve fôlego para manter na década de 1990 o pique de 1989 e a carreira do Kaoma foi perdendo progressivo impulso a partir da edição do segundo álbum, Tribal pursuit (1991). Com o fim do grupo, Loalwa engatou carreira solo que, a rigor, nunca chegou a ser bem-sucedida. Irremediavelmente linkada àquele fugaz momento de fama mundial, a cantora – que se alternava entre Paris e o Brasil, mas viveu em Saquarema nos últimos anos  – chegou a gravar DVD no Teatro Rival, na cidade natal do Rio de Janeiro (RJ), nos anos 2000 sem obter sucesso. No dia de hoje, o universo pop chora a saída de cena de Loalwa Braz, cantora que se foi sem nunca ter deixado de ficar associada à lambada, embora a obra da artista tivesse maior diversidade rítmica.


(Crédito da foto: reprodução do Facebook de Loalwa Braz)


Crime:

A cantora Loalwa Braz Vieira, ícone da lambada e famosa pelo hit "Chorando se foi", morreu em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio. O corpo dela foi encontrado dentro de um carro incendiado na manhã desta quinta-feira (19). Segundo a polícia, homens invadiram a pousada de Loalwa, de 63 anos, onde ela também morava, e a colocaram no carro onde o corpo foi encontrado, na Estrada da Barreira, no Distrito de Bacaxá. A 124ª Delegacia de Polícia investiga o caso.

Segundo a polícia, pelo menos dois homens invadiram o local. Funcionários chegaram a relatar que eram quatro invasores. A cantora gritou por socorro, e um funcionário pediu a outro para chamar a polícia. Os dois já foram ouvidos pela polícia.
O trabalho de perícia foi realizado durante a parte da manhã. Um botijão de gás foi encontrado no interior do veículo. A pousada também foi incendiada, conforme explicou o comando do Corpo de Bombeiros.
De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, Leonardo Couri, a equipe foi chamada por volta de 3h40 da madrugada desta quinta para combater um incêndio no  imóvel da cantora. O fogo consumiu o sótão.
Segundo o comandante, enquanto a equipe trabalhava na casa, um novo chamado foi feito. "Era para conter as chamas que consumiam um carro. Dentro do automóvel, a equipe identificou que havia um corpo carbonizado e a perícia foi acionada. Foi tudo muito rápido", afirmou Leonardo Couri. O corpo ainda não chegou ao Instituto Médico Legal de Araruama.
Segundo o comando do 25º BPM está sendo dado todo o apoio necessário ao trabalho da Polícia Civil para que os suspeitos sejam identificados e localizados.

Na página da cantora no Facebook, o último post de Loalwa foi sobre o amor ao compartilhar um vídeo de um casamento às 9h43 da manhã de quarta (18). Logo após a notícia da morte de Loalwa, diversos fãs e amigos prestaram solidariedade nos comentários do compartilhamento do vídeo.

Interior do carro incendiado onde foi encontrado o corpo da cantora Loalwa Braz Vieira, em Saquarema (RJ). O veículo foi encontrado na Estrada da Barreira, no distrito de Bacaxá (Foto: Antonio Carlos/Futura Press/Estadão Conteúdo)Interior do carro incendiado onde foi encontrado o corpo da cantora Loalwa Braz Vieira, em Saquarema (RJ). O veículo foi encontrado na Estrada da Barreira, no distrito de Bacaxá (Foto: Antonio Carlos/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Carcaça do carro incendiado onde foi encontrado o corpo da cantora Loalwa Braz Vieira, em Saquarema (RJ). O veículo foi encontrado na Estrada da Barreira, no distrito de Bacaxá (Foto: Antonio Carlos/Futura Press/Estadão Conteúdo)Carcaça do carro incendiado onde foi encontrado o corpo da cantora Loalwa Braz Vieira, em Saquarema (RJ). O veículo foi encontrado na Estrada da Barreira, no distrito de Bacaxá (Foto: Antonio Carlos/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Pedaços de madeira queimada são vistos no chão da Pousada Azul onde estava hospedada a cantora Loalwa Braz Vieira, em Saquarema (RJ) (Foto: Antonio Carlos/Futura Press/Estadão Conteúdo)Pedaços de madeira queimada são vistos no chão da Pousada Azul onde morava a cantora Loalwa Braz Vieira, em Saquarema (RJ) (Foto: Antonio Carlos/Futura Press/Estadão Conteúdo)

































































































Fonte: G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Luto: "Biel voltou para casa, voltou para o céu!"

Vídeo em homenagem ao meu cunhado Roberto

Novo Logotipo da Igreja do Nazareno - entenda!